Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

Cartão de visita

 

         Uma ideia engraçada que surgiu aquando a sessão de esclarecimento do passado dia 25 de Outubro: fazer um cartão de visita ao nosso blog, onde se encontrará a informação mais específica e necessária acerca do projecto. Este será o formato do respectivo cartão.

         Explicando o seu significado: à esquerda, uma pequena parte que representa o Forte da Lagarteira; ao centro a silhueta da Capela da Nossa Senhora da Bonança; à direita uma âncora a simbolizar a lenda e a ondulação da parte inferior o oceano que banha a vila.

Publicado por apvpancora às 21:57

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

Rastos de Outono

A chegada é prevista para aquele dia,

mas só se dá pela presença pouco depois.

 

Entra sem aviso

e acomoda-se sem pagar renda,

o condomínio não se queixa

e o senhorio predispõe um sorriso.

Não vem só; traz consigo

uma bagagem colorida que com pinceladas

deixa o rasto da sua passagem.

 

Caminha pelas avenidas junto ao mar

e vagueia em todos os outros afluentes,

como a 5 de Outubro e a Miguel Bombarda,

concluindo a visita nos mesmos pólos de entrada.

 

A partida também está marcada,

todavia pode cancelar o voo e restar mais uns dias

na nossa companhia. 

 

Autoria: grupo de trabalho

tags:
Publicado por apvpancora às 23:22

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 28 de Outubro de 2007

Lenda de Âncora

«No tempo em que não havia nome de Portugal, a Rainha desta terra, que ia desde a Galiza até Gaia, tomou-se de namoros com um fidalgo marroquino. Chamava-se a Rainha Dona Urraca e o mouro Alboazar. Bem ela afirmava o seu amor ao Rei Dom Ramiro, mas o coração fugia-lhe para longe. Um dia a renegada, perdida de amores, fugiu com o marroquino para um castelo em Gaia. Julgava-se ali segura e feliz!

O pobre Rei D. Ramiro viu-se sem esposa e sem honra! Tal ultraje e afronta não podia ficar assim. Temia envolver numa guerra todo o seu exército, aquando a traidora fugisse para mais longe. Por isso resolveu tomar outras medidas. Vestiu-se de pobre mendigo. E embarcou numa pequena barca, que foi descendo pela costa até entrar pelo rio dentro. Aí informou-se da presença da mulher. Era verdade! Eles estavam naquele castelo, em descurada vigilância, entregues à paixão.

            Assim, numa noite de breu, roubou a esposa enquanto todos dormiam. Correndo para um navio que ali estava atracado, subiu pelo mar até um lugar chamado de Gontinhães, na foz de um pequeno rio, onde atracou para descansar. Aqui chegado, contou aos seus fidalgos e aos seus filhos a traição da rainha, pedindo-lhes ajuda para dar a melhor justiça, a tão vil acto de sua mulher. Todos ouviram com muita tristeza a tamanha maldade daquela mulher. O Infante D. Ordonho, com as lágrimas pelos olhos, disse a seu pai:

            - Senhor, a mim não cabe falar, porque é minha mãe! Não digo senão que olheis pela vossa honra!

            Mais ninguém ousou dizer alguma coisa ao Rei. Como era noite, foram todos descansar, deixando a rainha presa, junto com as mulheres que estavam com ela. No dia seguinte foram dizer ao Rei que a Rainha estava a chorar. Logo o Rei disse:

            - Vamos vê-la!

            Foram todos os conselheiros com ele. Quando chegaram junto dela, perguntou-lhe o rei:

            - Porque é que chorais?

            - Porque mataste Alboazar, que era muito melhor que tu!

            Todos ficaram horrorizados com semelhante afronta! O Infante, não querendo acreditar no que ouvira, só teve tempo para dizer:

            - Isto é obra do diabo! Meu pai, o que fareis com ela? Ela ainda vai fugir novamente!

            Então o Rei amarrou a esposa traidora a uma âncora e lançou-a ao mar! Orgulhoso, não a deixou nas mãos do inimigo, mas, ofendido na sua honra, também não a quis para si.

            Abandonando D. Urraca no fundo do mar presa à âncora, regressou D. Ramiro ao seu castelo. A partir daquele dia, o rio onde tal sucedeu passou-se a chamar Rio Âncora!

 

 

Veja-se Alves (1985:477): “é tradição muito antiga, referida por vários historiadores, inclusive, i Conde D. Pedro no seu “Nobiliário”, que o rio Âncora e, posteriormente, as localidades vizinhas devem este nome ao facto de «a rainha D. Urraca em castigo de adultério ter sido afogada neste rio, por ordem de El-Rei D. Ramiro II e de seus filhos, com uma âncora presa ao pescoço». Verdade ou ficção o mesmo motivo vai apaixonar Garrett que o imortalizou no seu «Cancioneiro», deixando-nos a historia da morte de D. Gaia, suposta mulher de Ramiro, por ela afogada nas aguas do rio Douro…”

A versão de Gaia, esposa do Rei Ramiro, é-nos dada por Teófilo Braga (vol. II. 1999: 171-173). Nesta versão Gaia morre no local a que se dá o nome. Ramiro usa de um estratagema ardiloso para escapar às mãos de Alboazar (umas vezes referido como Almançor e outras como Abencadão, e no nosso texto Alboazar. No referido Livro Velho das Linhagens, Alboazar é o filho de Ramiro e de D. Alda, a baptizada Ortiga, moura que fora companheira de Gaia e que Ramiro havia raptado.) e conseguiu matá-lo. Esta narrativa está dentro da tradição da poesia árabe e herda o imaginário dos amores do jovem poeta Murakkich, vindo, assim, a adaptar-se às lendas nacionais.

                A lenda aqui narrada insere muitos elementos que nos foram transmitidos por Domingos Luís Verde, de Vila Praia de Âncora.»

 

 

Retirado do Livro "Lendas do Vale do Minho", Maio 2002, Associação de Municípios do Vale do Minho

tags:
Publicado por apvpancora às 15:22

Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 27 de Outubro de 2007

Resumo Semanal

Resumo das Ideias chave do Trabalho Semanal de 21 a 27 de Outubro de 2007

      

          Nesta semana tivemos um esclarecimento muito importante sobre a temática dos inquéritos. Para termos a garantia de obter um valor relativamente vigoroso na distribuição e tratamento dos questionários é necessário ter uma população amostra, e para a calcularmos utilizamos os Censos de 2001. O professor ensinou-nos como o fazer, e a organizar a análise e as conclusões obtidas; teremos de distribuir um total de 438 inquéritos para garantir a fiabilidade dos mesmos, x inquéritos por faixa etária desde os 15 aos 79 anos.

         Terminada a elaboração dos inquéritos distribuímos alguns a jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos.

         Marcamos finalmente um encontro com o Presidente da Junta de Freguesia para a próxima semana.

            Participamos na sessão de esclarecimento decorrida em Aveiro .

            E continuamos as pesquisas que estavamos a realizar.

tags:
Publicado por apvpancora às 22:39

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Fotografias da Sessão de Esclarecimento

                        

 

 

                        

            Da esquerda para a direita: Catarina Carvalho, aluna de outra turma,

                    Ana Terra, António Câmara, Ariana Biscaia e Rui Caramez.

                     (Ana e Ariana membros do grupo de trabalho vpancora)

 

                        

tags:
Publicado por apvpancora às 21:15

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

«A criatividade é um bem escasso», Sessão de Esclarecimento das CC

            Para este dia estava estipulado uma sessão de esclarecimento sobre o Concurso das Cidades Criativas, à qual dois membros do grupo de trabalho tiveram o privilégio de estar presentes, decorrido na Escola Secundária José Estêvão, em Aveiro.

            Quando lá chegamos (Ariana Biscaia e Ana Teresa), acompanhadas pelo professor da disciplina, Rui Caramez, já sucedia um pouco a abordagem conceptual sobre a ciência e a tecnologia dirigida pelo Professor Doutor António Câmara (YDREAMS / UNL). De sala cheia, instalamo-nos e atentamente escutamos os diversos pontos de abordagem expostos ao longo dos discursos proferidos.

Tomando apontamentos escritos e mentais ostentamos um que demonstra que «a criatividade é um bem escasso», que tem uma admirável expansão económica e «se todas as cidades tivessem a mesma criatividade já deixariam de ter valor».

 

A dissertação do Professor Doutor António Câmara abordou quais deveriam ser os pontos de vista de um investigador, identificar os problemas suburbanos, a visão do empreendedor, as urbes colaborativas, em que os sistemas tradicionais de media são passivos e o uso da Internet permite uma melhor exploração face à monitorização ambiental entre outros aspectos, a urbe criativa que por sua vez invoca uma visão economista (factores que permitem tornar um sítio melhor, universidades de classe mundial e engenhos por elas atraídos) e a urbe como laboratório («algo excitante»), os locais onde se produz ciência fazendo parte de um roteiro e transformando-se num caso exemplar.

As conclusões mencionadas pelo próprio e por António Câmara são relevantes, sendo elas:

- «A nova urbe tem de ser um centro de economia de conhecimento, atracção de talentos e a classe mundial deve ser prioridade.»

- «O empreendonismo deve ser estimulado.»

- «O mundo não é plano: os centros em que a criatividade está mais desenvolvida são também aqueles que prosperam economicamente o desenvolvimento de uma nova abordagem preparatória em que as estratégias associadas ao desenvolvimento da criatividade sejam utilizadas, ajudando a criar “novas urbes”.»

- «As cidades têm de explorar os factores que as diferenciam.»

- «Transformar-se em laboratórios, espaços de aventura e experimentação.»

- «Devem apostar no desenvolvimento de estratégias colaborativas que mobilizem os cidadãos e que tirem partido das tecnologias disponíveis.»

 

Algo de proeminente referido foi a importância dos municípios e dos agentes culturais participarem na divulgação e acompanhamento dos trabalhos e a criação de uma rede media local que os exponha e anime o debate ao nível local. Quanto à cooperação do município para com o nosso projecto já está integrada, o que nos favorece e encoraja ainda mais.

 

Ideias surgiram, é o que se quer, e após o enquadramento formativo da disciplina de Área Projecto, que o professor previamente nos apresentara numa das aulas, fomos embora com sorrisos desenhados no rosto a transpirarem boas perspectivas face  à temática em causa.

E como se está sempre a aprender: «Ser criativo é fazer o que os outros não tem e mostrar-lhes isso; é bom ter autonomia e confiança.».

 

tags:
Publicado por apvpancora às 23:08

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

Notícia!

O site oficial de Vila Praia de Âncora deu-nos todo o apoio ao participar neste concurso e escreveu uma notícia sobre nós!

.

 

«Área de Projecto de alunos da Ancorensis
24-10-07 22:10:05

         Os alunos do 12ºA, na disciplina de Área de Projecto, da escola Ancorensis, estão a criar um blogue sobre Vila Praia de Âncora, , com o objectivo de participar num concurso nacional promovido pela Universidade de Aveiro.

         O Portal OnLine de Vila Praia de Âncora tem todo o prazer de apoiar esta iniciativa. 

    O endereço do BLOG é o seguinte:
http://apvpancora.blogs.sapo.pt.»

www.vpancora.com

        Desde já agradecemos a atenção prestada!

tags:
Publicado por apvpancora às 21:32

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Sobre Inquéritos

          Hoje, o nosso professor de A.P. leccionou-nos uma aula dedicada à realização de inquéritos, à sua elaboração, estruturação, o que é aconselhável colocar e o que não é, todos os aspectos relevantes que se interligam com esta temática. Como tal, fizemos pequenas alterações significativas no questionário que organizamos para distribuir a uma população amostra da Vila.

Publicado por apvpancora às 22:48

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 20 de Outubro de 2007

Resumo semanal

Resumo das Ideias chave do Trabalho Semanal de 15 a 20 de Outubro de 2007

 

          Mais uma semana entregue ao trabalho e à dedicação, assim como outras tantas que virão. Uma outra tentativa de contactar o Presidente da Junta de Freguesia falhou, visto que este não se encontrava presente naquela hora.

          Realizou-se uma leitura atenta do Regulamento do Concurso das CC, contactamos outras entidades como o Grupo Etnográfico local, os Apartamentos Turísticos, a Albergaria Quim Barreiros e o Hotel Meira, concluímos os inquéritos que irão ser distribuídos na próxima semana, persistimos na pesquisa sobre a vila e actualização do blog.

sintomo-nos: Confiantes!
tags:
Publicado por apvpancora às 23:13

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Video de VPA

Esplendor de Vila Praia de Âncora! Video produzido pelo grupo de trabalho! Esperamos que gostem...

 

 

Aconselha-se que faça pausa na música ambiente que se encontra no final da página.

Publicado por apvpancora às 21:17

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Locais de interesse

Estes são alguns dos muitos locais/monumentos que podem encontrar em Vila Praia de Âncora! Desfrutem...

 

 

Dólmen da Barrosa- Monumento megalítico, bem conservado, classificado como monumento nacional desde 1910! Está implantado no interior duma quinta, mas nunca lhe foi dada a atenção que merece. 

 

Forte da Lagarteira-  Mandado erguer por Pedro II no século XVII, para defesa. É em lantaria e antigamente tinha guarnição e peças de artilharia.

 

Praça da República- Está situada no centro urbano da Vila, onde quase todo o casório remonta ao século passado.  

                            

Igreja Matriz- Igreja construída na segunda metade do século IX. Inicialmente, constava de duas naves, e com o decorrer dos tempos sofreu diversas alterações e restauros. A sua padroeira é Santa Marinha.

 

Texto tratado e elaborado pelo grupo de trabalho.

 

sintomo-nos: Turistas locais!
Publicado por apvpancora às 11:56

Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Tens dúvidas? Pergunta!

De hoje a oito dias (25 de Outubro), decorrerá uma Sessão de apresentação/esclarecimento do Concurso Cidades Criativas, em Aveiro. Nesta exibição ficarão elucidadas todas as dúvidas que poderão surgir sobre o objectivo do projecto em questão e mesmo o enquadramento formativo na disciplina de Área Projecto.

Da nossa equipa de trabalho, caminhará um representante repleto de expectativas e audacioso por se reunir com os mentores deste grande projecto a nível nacional.

Publicado por apvpancora às 21:55

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Resumo Semanal

Resumo das Ideias chave do Trabalho Semanal de 08 a 10 de Outubro de 2007

 

      Esta semana dirigimo-nos à Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora, contudo o Presidente não nos pode atender, pois não se encontrava presente na altura. Elaboramos as perguntas para os questionários, que posteriormente vão ser distribuídos pela comunidade ancorense.

      Fizemos também a pesquisa sobre a história e os monumentos de Vila Praia de Ancora (Dólmen da Barrosa, igreja Matriz, Capela de Nossa Senhora dos Aflitos ou Capela de Nossa Senhora da Bonança, Gruta do Calvário).

          Continuamos a postar todas as nossas pesquisas no blog.

 

tags:
Publicado por apvpancora às 23:32

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Pedacinhos de história

         O propósito do texto publicado na terça-feira, 9 de Outubro, era uma introdução para relatarmos um pouco sobre a história da nossa vila. Pois muito bem, aqui vai ela…

 

         A arqueologia provou que muito antes do séc. XII, esta vila fora habitada por celtas, fenícios, romanos, árabes, normandos e gastões e prova disso são os vestígios de história, como monumentos e objectos, que por cá deixaram.

         Era uma «vila» agrária escondida das vistas do mar, cujo nome proveio da paróquia ou da freguesia de Guntilanis, Gontinhães (nome germânico), onde se erguia já a velha Igreja Matriz.

         Sabe-se também que Bulhente, contemporaneamente um lugar da vila, fora habitado por homens de outra terra, homens estes descendentes de Nuno Velho, evidenciando Gontinhães como uma terra de conquista. Bulhente era um aldeamento contemporâneo onde os povoadores alçaram uma pequena capela dedicada ao Divino Salvador. Porém, em 1321, no Censual da Terra de Vinha, já não figurava como ermida, mas sim como «yglesia», ou seja, como freguesia, contudo, em consequência da crise portuguesa e europeia Bulhente «hé tornada sem cura porque non tinha freigueses».

                                          

Continua…

 

Curiosidade:

Mas afinal quem era Nuno Velho? E vocês imaginam um homem barbudo, submerso em rugas que mal se distinguem na pele morena e gasta, que cambaleia a cada passo e tem necessidade de beber a sopa por uma palhinha! Pedimos desculpa por não podermos satisfazer a vossa imaginação sobre as características físicas, porém acrescentamos que era um homem importante da corte de D. Afonso I. Nuno Velho ou «Nuno Vetulus», filho de D. Soeiro Nunes e de D. Aldonça Nunes, fora um dos magnates da escola do Conde D Henrique.

 

Texto tratado e elaborado pelo grupo de trabalho.

 

sintomo-nos:
tags:
Publicado por apvpancora às 22:35

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 14 de Outubro de 2007

Contagem crescente: 1000

          Aquando a criação do blogue e de todo o processo de tratamento de dados, de estética, de texto, de ambiente e de componentes que o tornam mais apelativo para cativar o olhar daqueles que aqui espreitam, adicionamos um elemento denominado "contador de visitas". Este factor permite-nos saber a quantidade de olhares que por cá passeiam, e desde o seu acréscimo que tem vindo a aumentar chegando às mil!

          Estamos radiantes perante este grandioso número atingido no espaço de uma semana e daqui se infere que virá trabalho a dobrar!

                              

sintomo-nos:
Publicado por apvpancora às 18:25

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|
http://apvpancora.googlepages.com

Sente

Quem somos?

Em Cartaz

Hor'Agora

O que podes visitar

Últimos posts

Semana Cultural e Desport...

Preparativos

Fichas de Inscrição

Gazeta - 21 de Maio

Semana Cultural e Desport...

Panfleto

Resumo Semanal

Cartaz da Semana Cultural...

Gazeta - 04 de Maio

Resumo Semanal

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Foto da Semana

Título: Darwin em VPÂncora

Pessoas Online

who's online

Pesquisar neste blog

 

tags

todas as tags

Clique aqui para entrar no grupo cidadescriativas
Clique para entrar no grupo cidadescriativas

Sugestões Criativas para VPÂncora

subscrever feeds